Dia 21 de setembro estreia o filme “Esta é a sua morte”, que aborda o universo apelativo dos reality shows a partir da história de Adam Rogers, um homem cujo único propósito é  que seu programa seja o mais assistido da televisão. Na busca por conquistar a audiência, ele desenvolve um reality show chocante e inédito na TV, com regras rígidas e brutais, que levarão os participantes a ultrapassarem qualquer limite da ética e dos valores humanos para alcançarem seus objetivos, até mesmo cometer assassinato ou suicídio. Assustador, não?

 SINOPSE:

“Adam Rogers (Josh Duhamel) é um apresentador de TV que tem um novo e ousado programa, onde as pessoas são pagas para se matarem ao vivo. Tal iniciativa macabra gera muitos protestos mas também faz bastante sucesso, graças ao fascínio do público em acompanhar a degradação de outras pessoas.”
Fiz esse post porque o roteiro me lembrou bastante a internet, onde muitos canais produzem vídeos apelativos em busca de visualizações e consequentemente dinheiro, influenciando, mesmo que involuntariamente, milhares de crianças que ainda não tem a personalidade completamente formada. Às vezes penso se tais coisas valem a pena… Por outro lado, se chegam a tal ponto é porque fazem sucesso e agradam ao público. Mas por quê? É uma boa reflexão, não? Estou ansiosa para assistir o filme!